IV Simposio Internacional "Desafíos del Derecho en el siglo XXI" "IUS XXI"

IV Simposio Internacional "Desafíos del Derecho en el siglo XXI"

IUS XXI

A cidade, a utopia e sua relação com a natureza: Esboço reflexivo da in/sustentabilidade ambiental

Resumen [ES]

A cidade tem uma determinada história, organização e gestão política, problemas sociais e ambientais, desigualdades na distribuição da riqueza, das terras, na infra-estrutura dos bairros e vilas, etc., além de ocupar um “espaço de poder” na estrutura regional ou nacional, e até mundial no capitalismo atual. A hipótese da comunicação é de que sendo a cidade obra humana produzida material e simbolicamente pela transformação da natureza pelo trabalho através das relações que os humanos estabelecem entre si e com o ambiente natural a desigualdade é produzida neste processo e se expressa na configuração da cidade atual. Isto porque, a produção histórica da cidade e da riqueza no capitalismo é/está distribuída desigualmente, assim como o uso e a apropriação das terras e do poder político que busca justificar como sustentável tal injustiça e desigualdade. Os problemas e conflitos urbanos e ambientais são indicadores deste desigual e injusto bem como da existência de antagônicos à utopia dominante de cidade, da in/sustentabilidade e da desigualdade. A reflexão se apoiará nos estudos e pesquisas realizados na cidade do Rio Grande na última década pelo autor (dados da desigualdade, problemas e conflitos) e a realizada na cidade do Porto/Portugal no segundo semestre de 2018; do debate teórico sobre a cidade, a utopia e a natureza e suas relações em Lefebvre, Bourdieu e Garnier além de Karl Marx.

Resumen [EN]

A cidade tem uma determinada história, organização e gestão política, problemas sociais e ambientais, desigualdades na distribuição da riqueza, das terras, na infra-estrutura dos bairros e vilas, etc., além de ocupar um “espaço de poder” na estrutura regional ou nacional, e até mundial no capitalismo atual. A hipótese da comunicação é de que sendo a cidade obra humana produzida material e simbolicamente pela transformação da natureza pelo trabalho através das relações que os humanos estabelecem entre si e com o ambiente natural a desigualdade é produzida neste processo e se expressa na configuração da cidade atual. Isto porque, a produção histórica da cidade e da riqueza no capitalismo é/está distribuída desigualmente, assim como o uso e a apropriação das terras e do poder político que busca justificar como sustentável tal injustiça e desigualdade. Os problemas e conflitos urbanos e ambientais são indicadores deste desigual e injusto bem como da existência de antagônicos à utopia dominante de cidade, da in/sustentabilidade e da desigualdade. A reflexão se apoiará nos estudos e pesquisas realizados na cidade do Rio Grande na última década pelo autor (dados da desigualdade, problemas e conflitos) e a realizada na cidade do Porto/Portugal no segundo semestre de 2018; do debate teórico sobre a cidade, a utopia e a natureza e suas relações em Lefebvre, Bourdieu e Garnier além de Karl Marx.

Sobre el ponente

Carlos Rs Machado

Dr. Carlos Rs Machado

Universidad Federal de Río Grande Flag of Brasil
Información Práctica
No definido
30 minutos
No definido
Autores
Dr. Carlos Rs Machado
Palabras clave
cidade
in/sustentabilidade e injustiça
natureza
utopia