VII Simposio Internacional de Química 2019 "SIQ - RIbERA" -II Simposio de la Red Iberoamericana de Investigación, Desarrollo y Transferencia para la aplicación de Energías Renovables y cuidado del ambiente

VII Simposio Internacional de Química 2019

SIQ - RIbERA

II Simposio de la Red Iberoamericana de Investigación, Desarrollo y Transferencia para la aplicación de Energías Renovables y cuidado del ambiente

Avaliação da interferencia de coagulantes no poder calorífico de microalgas

Resumen [ES]

A produção de microalgas nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) está deixando de ser vista como um problema e passando a ser vislumbrada como matéria prima para a obtenção de biocombustível. A biomassa algal apresenta poder calorífico superior (PCS) similar ao da madeira e pode ser usado em processos termoquímicos para a geração de energia. Contudo, esta análise requer mais atenção, uma vez que a literatura normalmente apresenta o PCS para espécies puras de microalgas e sem a presença de coagulantes. Este trabalho analisou a influência de diferentes coagulantes comerciais no PCS da biomassa algal, obtida em lagoas de alta taxa com efluente de reator UASB. Além dos coagulantes inorgânicos tradicionais, polímeros catiônicos também foram avaliados. O coagulante polímero catiônico polydadmac teve o melhor custo benefício e o PCS deste lodo foi de 21,19MJ/Kg.

Resumen [EN]

A produção de microalgas nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) está deixando de ser vista como um problema e passando a ser vislumbrada como matéria prima para a obtenção de biocombustível. A biomassa algal apresenta poder calorífico superior (PCS) similar ao da madeira e pode ser usado em processos termoquímicos para a geração de energia. Contudo, esta análise requer mais atenção, uma vez que a literatura normalmente apresenta o PCS para espécies puras de microalgas e sem a presença de coagulantes. Este trabalho analisou a influência de diferentes coagulantes comerciais no PCS da biomassa algal, obtida em lagoas de alta taxa com efluente de reator UASB. Além dos coagulantes inorgânicos tradicionais, polímeros catiônicos também foram avaliados. O coagulante polímero catiônico polydadmac teve o melhor custo benefício e o PCS deste lodo foi de 21,19MJ/Kg.

Sobre el ponente

Renan Barroso Soares

Dr. Renan Barroso Soares

Departamento de Engenharia Ambiental, Universidade Federal do Espírito Santo Flag of Brasil
Información Práctica
Ponencia
Spanish / Español
No definido
30 minutos
No definido
Autores
Márcio Ferreira Martins
Ricardo F. Gonçalves
Palabras clave
coagulação
energia
esgoto
floculação
microalgas
poder calorífico